5 dicas para economizar na reforma da casa

5 dicas para economizar na reforma da casa

Após um certo tempo morando no mesmo lugar, a gente começa a sentir a necessidade de mudar um pouquinho, concorda? Aquela parede azul tão bonita que você imaginou para a sala de estar, hoje, já não parece tão bela assim ou aquele parapeito projetado próximo do jardim, atualmente, não faz mais tanta diferença. O que isso significa? na hora da reforma! Mas nem sempre as nossas condições são as mais favorávei$ possíveis, ?

Pensando em facilitar as coisas para você, nós, da Projeto Mosaico, reunimos cinco orientações valiosas para que os seus desejos caibam perfeitamente no seu orçamento. Vamos lá?

1. Saiba no que vai mexer e no quanto poderá gastar

Olha, se tem uma coisa com a qual nós não podemos brincar é o nosso suado dinheirinho. Logo, entender quais partes da casa vão sofrer alterações durante a reforma é fundamental para evitar um quebra-quebra desnecessário. Passe as ideias para um papel e estabeleça quais são os seus objetivos. Pesquise por referências e analise bem a praticidade que a obra vai proporcionar à moradia.

Com tudo definido, a missão agora é manter os pés no chão e perceber se o projeto, de fato, condiz com a sua situação financeira. Caso os valores ultrapassem o teto de gastos, então é melhor optar pelas prioridades.

Leia mais:
Como aproveitar melhor o seu terreno

2. Escolha bons profissionais

profissional-reforma-casa

Contrate profissionais capacitados para comandar a reforma da sua casa.

Vai adiantar alguma coisa pensar em mil e uma criações, se os trabalhadores responsáveis não darão conta do serviço? Muito difícil porque maus prestadores geram dor de cabeça e ameaçam a qualidade do seu investimento. Para reunir os melhores funcionários, você tem duas opções: contratar uma construtora ou admitir pessoal e diretamente os operários. No primeiro caso, vai ser preciso agendar reuniões frequentes para ficar por dentro do andamento da reforma e, no segundo, acompanhar de perto os resultados.

3. Determine os prazos de entrega

Se a pressa é a inimiga da perfeição, a lentidão não vê com bons olhos o seu bolso também. A lógica é simples e não há segredo nenhum: nem mais nem menos. Após selecionar quem vai tocar as modificações para frente, elabore um cronograma com a data de início e de fim para não estourar o seu planejamento.

4. Preste atenção ao custo-benefício

custo-beneficio-reforma

Não abra mão de materiais de qualidade porque você quer economizar. Segurança sempre!

Nós entendemos que economizar é uma maravilha, mas abrir mão de materiais de primeira em nome do controle de gastos está longe de ser uma decisão acertada. Lembre-se de que não é apenas o visual que fica após uma reforma, pois a segurança da sua família depende da compra de produtos confiáveis.

Ah, vale destacar que as transformações tendem a valorizar ainda mais o seu imóvel, principalmente, se você morar em um condomínio de lotes como os nossos. Por isso, nada de fazer feio, hein?

Complemente os seus conhecimentos:
Material de construção: os cuidados que você precisa ter
Descubra a cor ideal para a pintura da sua casa

5. Aprenda a organizar e a limpar os locais da reforma

Depois de um longo dia de trabalho, a casa fica uma zorra. É prego para cá, é serrote para lá e… ué, cadê o pincel que eu tinha deixado aqui? vendo a importância de zelar pela disciplina? Com tanta bagunça e sujeira, é complicado não se esquecer do(s) lugar(es) em que os equipamentos foram guardados. Conclusão? Mais despesas com ferramentas! Portanto, vassoura e pano nas mãos para acabar com o problema.

O que achou do conteúdo? Temos certeza de que você vai se surpreender com as nossas 7 dicas valiosas para a reforma da casa.